DOAÇÃO TEMPORÁRIA DE ÚTERO



         Técnica indicada para os casais onde existe a impossibilidade de transferir os embriões para o útero da mãe biológica, por ausência (exemplos: histerectomizadas por miomatose) ou malformação do útero ou quando existe uma contra-indicação de gestar. Pelas normas do Conselho Federal de Medicina, que regem as técnicas de reprodução Assistida, a receptora do(s) embrião(ões) deve ser parente até 4º grau dos pais biológicos.