INJEÇÃO INTRA-CITOPLASMÁTICA DE ESPERMATOZÓIDE(ICSI)



         A injeção Intra-Citoplasmática de Espermatozóide é uma técnica revolucionária de micromanipulação em que apenas um espermatozóide é injetado em cada óvulo, com a ajuda de sofisticado microscópio. A grande vantagem da ICSI é superar a dificuldade de o espermatozóide penetrar o invólucro do óvulo. Essa é muitas vezes a melhor solução para os casos de infertilidade masculina porque a fertilização in vitro exige uma determinada quantidade de espermatozóides, muitas vezes não alcançada por homens subférteis.

        Qualquer forma de infertilidade associada com obstrução de canais do sistema reprodutor masculino (vasectomia prévia, oclusão inflamatória, ausência congênita do vaso deferente), ou pacientes com diferentes graus de insuficiência testicular, que levam a ausência de espermatozóides no ejaculado, pode ser tratada pela ICSI, já que os espermatozóides podem ser retirados do epidídimo ou dos testículos por meio de um procedimento cirúrgico. As etapas são semelhantes às da FIV convencional com respeito à aspiração e transferência dos embriões.

         A ICSI se tornou uma alternativa revolucionária que oferece alta taxa de concepção para homens que inicialmente eram considerados com infertilidade irreversível ou intratável.