como se preparar para engravidar - Clinifert

Como se preparar para engravidar?

A decisão de ser mãe é um ponto de virada em diversas áreas da vida: mudam-se perspectivas, valores e objetivos. Se esse é o seu momento, parabéns! É uma ótima notícia.

Agora começa uma fase de expectativas e muita emoção. E para poder vivenciar completamente todas as pequenas e grandes transformações e descobertas, é preciso adotar uma rotina de cuidados que trarão benefícios para o bebê e para a mulher.

Entender como se preparar para engravidar é o primeiro passo para uma gestação saudável.Dentro disso, há fatores que irão contribuir para o bem-estar físico e mental, trazendo tranquilidade para aproveitar a gravidez.

O período anterior à concepção tem sido considerado cada vez mais importante na medicina, como aponta o estudo “How Do Women Prepare for Pregnancy“, com impactos não só na saúde da mulher, mas também na das gerações futuras.

Relatórios do Center for Maternal and Child Enquiries demonstram que fatores como a dieta materna e o estado nutricional têm uma participação relevante no ambiente intrauterino e no desenvolvimento fetal, por exemplo.

Lembrando que o ambiente intrauterino tem influência na determinação de riscos de doenças crônicas, tanto na infância quanto na vida adulta.

Se você está buscando meios de como se preparar para engravidar, há uma série de atitudes que podem ser tomadas para garantir a saúde da mãe e do bebê. Na sequência, explicaremos mais sobre quais hábitos devem ser incluídos ou mantidos e quais precisam ser alterados ou excluídos.

Como se preparar para engravidar? O que devo fazer?

É recomendável que, antes mesmo da concepção, a mãe já saiba como se preparar para engravidar. Os cuidados pré-gestacionais ou pré-concepcionais auxiliam na tomada de medidas para evitar problemas no decorrer das semanas. E, para isso, você pode contar com auxílio profissional e boas práticas.

1. Consulte um ginecologista

O primeiro passo de como se preparar para engravidar é consultar seu ginecologista. É ele quem irá fornecer as orientações e realizar os exames necessários para uma gravidez saudável. São exames que podem ser considerados padrão e outros que dependem, por exemplo, de algum sintoma ou incômodo anterior apresentado pela mulher, além de exames de DST (doenças sexualmente transmissíveis), entre outros que possam vir a dificultar uma gravidez.

É importante investigar tais comportamentos irregulares para evitar doenças ou alterações que podem comprometer o processo de concepção. Também deve ser feito o check-up da fertilidade, ou seja, a avaliação da reserva ovariana.
A reserva ovariana corresponde ao número de óvulos no corpo da mulher que estão disponíveis para fecundação.

Por isso, é recomendado solicitar os exames que verificam a reserva ovariana. Caso a taxa seja considerada muito baixa, o profissional irá aconselhar sobre outros métodos, como a fertilização in vitro.

2. Comece alguma atividade física

Se a busca é por como se preparar para engravidar, as atividades físicas são grandes aliadas. O estudo “Atividade física e gestação: saúde da gestante não atleta e crescimento fetal” mostra que os benefícios de atividades físicas na gestação são inúmeros e, o melhor de tudo, pode-se começar antes mesmo de engravidar.

Entre os pontos positivos citados está a prevenção de lombalgias, justamente por conta da aquisição de conhecimento corporal e orientações para uma postura correta. Também há uma diminuição das dores nas mãos e membros inferiores, a partir da menor retenção de líquidos no tecido conectivo. Para tanto, é preciso que haja uma prática regular e direcionada.

As atividades físicas durante a gestação promovem, ainda, a redução do estresse cardiovascular e podem contribuir para a manutenção dos níveis glicêmicos. Outro ponto são os ganhos emocionais, proporcionados pela satisfação da prática do exercício.

Na publicação “Exercício físico durante a gestação e sua influência no tipo de parto“, os autores concluem que há uma maior chance de partos naturais para quem se exercita durante a gestação. Eles citam ainda outra referência, na qual o grupo de gestantes inativas tiveram cerca de duas vezes mais probabilidade de parto cesáreo.

Por fim, uma pesquisa conduzida pela Universidade de Montreal mostra que o aumento de circulação sanguínea na placenta melhora a oxigenação do bebê, o que é positivo para o desenvolvimento cerebral.

Sobre a recomendação de quais atividades praticar, os pesquisadores do primeiro estudo citam as orientações dadas pelo American College of Obstetricians and Gynecologists, que indicam uma modalidade com intensidade regular e moderada, direcionada para o período gestacional.

3. Cuide a alimentação e do peso

Entre as orientações de como se preparar para engravidar de maneira saudável, existe a questão da nutrição gestacional. É essencial que seja equilibrada e com escolhas bem pensadas.

Aliás, equilíbrio é a palavra certa, pois não se trata de uma época de adotar dietas rigorosas e restritivas, mas também não significa que tudo está liberado: peso a mais ou a menos pode prejudicar a saúde de ambos, mãe e bebê.

Aqui, um profissional da área saberá indicar os suplementos e adequar um cardápio que corresponda a suas necessidades e preferências, proporcionando os nutrientes necessários para o desenvolvimento.

4. Atualize sua carteira de vacinação

A vacinação na gestante é uma importante proteção para a mulher, livrando-a de doenças infecciosas e suas complicações na gestação. Ela também favorece o bebê com anticorpos para resistir a infecções nos primeiros meses de vida.

As vacinas recomendadas para as gestantes são contra difteria, tétano, coqueluche, gripe e hepatite B. Conheça seu calendário vacinal completo.

5. Abandone o álcool e o tabagismo

O consumo de álcool e cigarro não está no checklist da mulher que quer engravidar. Pelo contrário, pode afetar o feto, prejudicar estruturas e causar lesões. O álcool é o causador da Síndrome Alcoólica Fetal, que implica em má-formação, além de provocar danos neurológicos. Por sua vez, o cigarro acarreta na restrição do crescimento intrauterino.

Comece agora mesmo a adotar medidas e entender como se preparar para engravidar.

Agende uma consulta com um dos nossos profissionais!

 

 

Designed by Jcomp

Sobre o autor

2 respostas
  1. Avatar
    RUTE AMORIM diz:

    poxa! gostaria muito de engravidar ter meu segundo filho. mas sei que isso ja é impossível pos tenho endometriose e tropa dilatada e obestruida pos os médico que descubriu isso falou q é impossível que só um milagre de Deusmas tenho fé.

    Responder
    • Avatar
      Clinifert diz:

      Olá Rute
      Seria interessante você agendar uma consulta com um de nossos médicos para podermos te dar opções de tratamentos para engravidar.
      No seu caso de trompas obstruídas, o tratamento é Fertilização in vitro.
      Att equipe Clinifert

      Responder

Deixe seu comentário

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts recentes

Facebook