Entenda a relação entre fertilização in vitro e gravidez de gêmeos - clinifert

Entenda a relação entre fertilização in vitro e gravidez de gêmeos

Segundo a autoridade para a Fertilização e Embriologia Humana (Human Fertilization and Embryology Authority – HEFA), uma em cada cinco gestações realizadas por meio da Fertilização In Vitro (FIV) pode resultar em gestação múltipla, ou seja, de gêmeos, trigêmeos ou mais.

O dado estatístico apontado pela HEFA pode não parecer uma grande surpresa para muitos, afinal, a maioria de nós conhece casos de mulheres que optaram pela FIV e geraram mais de um bebê simultaneamente. Por isso, há uma pergunta que muitos se fazem quando o assunto é Fertilização In Vitro: qual é a relação entre a técnica e a gravidez de gêmeos? Confira neste artigo.

Entendendo a Fertilização in Vitro

Dentre os métodos de reprodução assistida, a FIV é uma das técnicas para tratamento de infertilidade que mais tem ajudado mulheres a realizar o sonho de ser mães. Trata-se de um procedimento que começa com a estimulação ovariana, que leva de 10 a 14 dias.

Em seguida, os óvulos passam pelas etapas de coleta, escolha e classificação para, então, ser fertilizados em laboratório. Após isso, em um procedimento indolor e sem necessidade de analgésico ou sedativo, os embriões são colocados dentro da cavidade uterina.

E de quantos embriões estamos falando? Visando limitar a quantidade por paciente, e pensando na idade da mulher como fator prevalecente, o Conselho Federal de Medicina (CFM) definiu que:

  • Para mulheres de até 35 anos podem ser transferidos até dois embriões.
  • Para mulheres de 36 a 39 anos a limitação passa a ser de três embriões.
  • Acima dos 40 anos podem ser transferidos até quatro embriões.

A fim de explorarmos um pouco mais sobre a Fertilização In Vitro, ressaltamos que a técnica mais utilizada é a Injeção Intracitoplasmática do Espermatozoide (ICSI), indicada em quase todos os casos de infertilidade. Como explicamos no artigo Qual a diferença entre Inseminação Artificial e Fertilização In Vitro, ela consiste na injeção de um único espermatozoide dentro do óvulo por meio de um equipamento de micromanipulação e microscópio de alta resolução.

Bom, mas agora que você entendeu o que é a FIV e tem conhecimento sobre como o método funciona, vamos para uma pergunta bastante comum.

Quanto mais embriões, maiores as chances de gravidez de gêmeos?

É verdade que, quando falamos de Fertilização In Vitro, existe uma relação entre número de embriões e gravidez de gêmeos. Em mulheres com idade mais avançada, por exemplo, as chances de uma gestação múltipla são maiores justamente porque são inseridos mais embriões. No entanto, destacamos que a maioria dos tratamentos de FIV resultam em uma gestação única.

Vale lembrar que alguns fatores influenciam no desenvolvimento dos embriões, tais como a sua qualidade e a dos óvulos e espermatozoides; de como a clínica realiza todo o processo; do endométrio etc.

À medida que a medicina avança, especialmente no campo dos tratamentos para infertilidade, espera-se que sejam reduzidos os números de embriões implantados pela FIV. Aliás, hoje em dia os médicos já são mais cautelosos a fim de evitar ao máximo as chances de uma gravidez tripla. O motivo disso é que eles entendem que uma gestação de trigêmeos pode trazer riscos muito mais graves para os fetos e para a mãe.

Uma gravidez de gêmeos, ao contrário, não apresenta tantos riscos. No entanto, existem alguns pontos de cuidado que a gestante deve considerar.

Quais as possíveis complicações no caso de gravidez gemelar?

Toda gestação merece um carinho especial. No caso da gravidez de gêmeos é importante prestar atenção em alguns fatores. Um deles tem a ver com a diabetes gestacional, uma vez que mulheres com gestação múltipla estão muito mais propensas a desenvolver a doença.

O parto prematuro entra na lista de complicações da gravidez de gêmeos. Por nascerem antes do tempo é mais comum os bebês terem baixo peso e um crescimento restrito. Para a mamãe, existe uma propensão maior de sofrer de problemas gastrointestinais durante a gravidez, como a constipação.

Também são mais frequentes as náuseas e os vômitos, especialmente porque aumentam os níveis da gonadotrofina coriônica humana (hCG, o hormônio da gravidez no corpo). Além disso, as chances de pré-eclâmpsia sobem em três vezes na gestação gemelar.

E se acontecer gravidez de gêmeos?

Você optou pela Fertilização in Vitro e descobriu que está grávida de gêmeos. Ainda que muitos casais sonhem com isso, sabemos que existem muitos outros que não têm tanta segurança assim ao tocar no assunto.

A gestação pode ser um pouco mais complicada, mas a mamãe recebe um acompanhamento maior de seu médico, tanto em quantidade de consultas quanto de exames de ultrassom. Isso porque a situação do colo uterino e a pressão arterial devem ser acompanhadas bem de perto. Sobre este último, o acompanhamento é necessário porque, como comentamos, a gravidez de gêmeos aumenta os riscos de pré-eclâmpsia, pressão alta e diabetes gestacional.

Importante: escolha o tratamento certo

Há diversos tratamentos para casos de infertilidade conjugal. A FIV é indicada para praticamente todas as causas, mas o ideal é você conversar com um especialista no assunto e analisar as opções disponíveis.

Quer saber mais sobre reprodução assistida? Agende uma consulta e tire todas as suas dúvidas!

Background photo created by freepic.diller – www.freepik.com

Sobre o autor

0 respostas

Deixe seu comentário

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts recentes

Facebook